Chai e gengibre numa tartelete

quarta-feira, janeiro 16, 2013



 

Chai  é simplesmente a palavra para "chá" na maior parte do Sul da Ásia e em muitas outras partes do mundo.
O processo tradicional de produção de chai consiste em ferver as folhas de chá. O chai preparado desta forma possui uma concentração de cafeína comparável ao café, já que a fervura prolongada gera uma bebida mais robusta do que o método comum de produção de chá em que se deixam as folhas de chá em água quente (sem ferver).
Para muitos, o termo "chai" é sinônimo de masala chai, indicando um chá com especiarias e leite para o  distinguir de outros tipos de chá. 
O método tradicional mais simples de preparação do masala chai é ferver uma mistura de leite e água com folhas soltas de chá, adoçantes e especiariais não moídas. Os mercados indianos de todo o mundo vendem diversas marcas de "chai masala," para este fim, embora muitas pessoas preparem a sua própria mistura. O chá sólido e os resíduos das especiarias são coados antes de se servir o chá.
O método pode variar conforme o gosto ou costume local: por exemplo, alguns combinam todos os ingredientes logo de início, esperam levantar fervura e então imediatamente coam e servem; outros deixam a mistura ferver por mais tempo, ou começam por ferver as folhas de chá e só adicionam as especiariais no final (ou vice-versa).

Não há uma receita ou método de preparação único para o masala chai e muitas famílias possuem as suas próprias versões do chá. Devido às inúmeras variações possíveis, o masala chai pode ser considerado como uma classe de chá em vez de um tipo específico de chá. Entretanto, todos os masala chai possuem os seguintes quatro componentes básicos:
Chá: sendo usualmente um chá preto forte tal como o Assam, de forma a que as especiarias e os adoçantes não escondam o seu sabor.
 Adoçante: o açúcar branco é o normalmente usado, embora possam ser usados outros açúcares ou mesmo mel.  Leite condensado também pode ser adicionado com o papel duplo de adoçante e leite. 
Leite: Usualmente, é utilizado leite integral. Geralmente mistura-se 1/4 a 1/2 partes de leite com água e aquece-se o líquido até quase ferver ou mesmo até à fervura. Como já mencionado, pode ser usado leite condensado no masala chai para que seja também  um adoçante. 
Especiarias: o masala chai tradicional é uma bebida revigorante, com sabor forte de especiarias, preparada com as chamadas especiarias "quentes". A maioria dos masala chais incorpora um ou mais dos seguintes componentes: cardamomo, canela, gengibre, anis, pimenta e cravo.

Já é possível encontrar no mercado diversas opções para este "chá" tão aromático, que combina muito bem com uma sobremesa como esta. 
 


 Adaptado de : "The Boy Who Bakes", Edd Kimber, 2011

Ingredientes:

Para a massa:
  •  275 gr de farinha
  • 25 gr de amêndoa ralada
  • 50 gr de açúcar em pó
  • 1/4 c. chá de sal
  • 175 gr de manteiga sem sal
  • 1 gema de ovo
  • 1 c. sopa de água fria 
Para o recheio:
  • 50 gr de chocolate negro ( mínimo 60 a 70% de cacau)
  • 30 gr de gengibre cristalizado, finamente picado
  • 200 ml de natas
  • 130 ml de leite
  • 35 gr de açúcar
  • 2 sacos de chá chai
  • 2 folhas de gelatina

Preparação: 
  • Começar por preparar a massa: pré aquecer o forno a 160 ºC. Colocar a farinha, a amêndoa, o açúcar e o sal na batedeira e bater bem para combinar todos os ingredientes. Juntar a manteiga e bater novamente até misturar, formando alguns grumos. 
  • Misturar a gema com a água e adicionar à mistura anterior, batendo até que se forme uma massa homogénea que se desprenda das paredes do recipiente.
  • Deitar a massa numa superfície, amassar mais um pouco e formar um disco. Cobrir com película aderente e levar ao frígorífico cerca de 30 minutos.
  • Numa superfície enfarinhada estender a massa em pequenos discos e forrar com ela as formas de tartelete, que foram previamente untadas e polvilhadas com farinha.
  • Cobrir a massa com papel vegetal e encher com arroz.
  • Levar ao forno cerca de 15 minutos, retirar o arroz e o papel vegetal e levar novamente a cozer por mais cerca de 10 minutos, até apresentar um aspecto dourado.
  • Retirar do forno e deixar arrefecer.
  • Começar então a preparar o recheio: colocar as natas, o leite, o açúcar e os sacos de chá numa caçarola e levar ao lume até ferver. Retirar do calor, tapar e deixar em infusão cerca de 30 minutos.
  • Colocar as folhas de gelatina numa taça com um pouco de água fria até amolecerem.
  • Retirar os sacos de chá da mistura de natas, e levar novamente a lume brando. Adicionar as folhas de gelatina e mexer até derreterem. 
  • Retirar do calor e deixar arrefecer, mexendo de vez em quando de modo a manter a mistura homogénea.
  • Derreter o chocolate, espalhar por cada tartelete e deixar arrefecer.





  • Adicionar então os pedaços de gengibre.
  • Finalmente, deitar a mistura de natas já fria e levar ao frigorífico cerca de 2 a 3 horas.
  • Terminar polvilhando com cacau em pó a gosto.



You Might Also Like

4 comentários

  1. Estas tarteletes tem um aspeto maravilhoso, devem ser uma delicia:)

    Beijinhos,
    Joana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joana, são simplesmente deliciosas...o aroma do chá no creme, juntamente com o chocolate e os pedacinhos de gengibre...
      Beijinhos
      Lena

      Eliminar
  2. Que perdição absoluta! Adoro chai e gostei muito da explicação. Gosto especialmente do rooibos chai (em vez do chá preto, usa-se rooibos), mas no fundo podemos fazer a nossa própria mistura em casa, como fazem os indianos!

    E a receita é magnífica! Para a adaptar para uma versão sem lactose teria que fazer várias modificações, mas parece-me que vale a pena o trabalho! Obrigada pela inspiração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário! Realmente rooibos chai nunca provei mas deve ser bom!
      Esta receita, como todas as do livro do Edd Kimber, é deliciosa (como já mostrei no post sobre ele).
      Beijinhos
      Lena

      Eliminar

Google+ Followers

Following on Google

ABOUT AUTHOR

Subscribe