A semana das tapas

quinta-feira, outubro 03, 2013





Está decorrer pela 2ª vez em Lisboa, e até ao próximo dia 6 de Outubro, a "Rota das tapas", uma iniciativa patrocinada pela Marca de cerveja Estrella Damm e na qual participam 35 restaurantes e bares do Príncipe Real, Bairro Alto e Alfama. 

El tapeo (ou o txikiteo, como é conhecido no norte de Espanha) reflecte o modo de vida espanhol: há algo melhor que comer, beber e conversar num ambiente descontraído? Antes do almoço ou do jantar, o espanhol passeia-se de bar em bar, comentando as preocupações e as alegrias do dia, apenas ficando o tempo suficiente para tomar um copo.
Com jerez, sidra, cerveja ou vinho, come-se uma tapa aqui e outra ali, e segue-se para a próxima barra.

A origem da tradição das tapas continua a ser tema de grande debate. Foi o rei Afonso X, no séc. XIII,  o criador deste pequeno prazer?  Conta-se que o rei, a conselho dos seus médicos, teve que diminuir drasticamente a quantidade de comida que ingeria, e assim os cozinheiros passaram a servir-lhe pequenos pedaços de comida, que lhe sabiam tão bem, que se transformaram em tradição. Ou foi o decreto real de Afonso X para controlar o consumo de álcool, segundo o qual os condutores de carruagens eram obrigados a acompanhar as bebidas alcoólicas com um pedaço de comida, pois caso contrário, ao beber com o estômago vazio, frequentemente causavam estragos e acidentes?

Na Andaluzia não restam dúvidas de que as tapas tiveram origem no sul do país, onde desde sempre se comeu ao ar livre, acompanhado de um copo de xerez. O mais provável é que as tapas tenham tido origem nos árabes, que aí deixaram a sua marca, em especial na Andaluzia. Sevilha sempre foi a capital das tapas, tendo-se esta tradição estendido, durante as últimas décadas, a todo o país. Encontram-se no norte excelentes bares de tapas, onde destaco estes três como os melhores onde já estive:  Cervecería Catalana (Barcelona) , Vinitus (Barcelona) , Restaurante Víctor Montes (Bilbao).

No norte designados por pintxos e na região de valência por montaditos, são pequenos pedaços de pão cobertos das mais variadas delícias, expostos atrás de uma barra de bar. Mas podem também ser pratos de queijo, jamón, embutidos, cazuelitas, croquetas, tortillas, fritos, tartaletas e canapés. Para reconhecer um bom bar de tapas deve ter-se em conta a variedade da oferta, para além da qualidade do jamón e dos embutidos. 

Somos então confrontados com o agradável "tormento" de ter de escolher entre algumas dezenas de "bocados" de comida irresistíveis expostos atrás da barra, onde a oferta é (quase) ilimitada.
  

 Vamos tapear?


Montadito de queijo fresco e tapenade

(para cerca de 15 montaditos)

pão de cereais
250 g de queijo fresco
25 g de pimento de piquillo
tapenade *
sal
pimenta
cebolinho

* numa picadora juntar 150 de azeitonas pretas descaroçadas, 50 g de alcaparras, 25 g de filetes de anchova, 1/2 dente de alho, 1 c. sopa de sumo d elimão, 50 ml de azeite e pimenta, picar muito bem e rectificar os temperos

1. Cortar o pão em pequenas fatias.
2. Temperar o queijo fresco com sal e pimenta, juntar o pimento de piquillo cortado em pequenos pedaços e misturar bem.
3. Colocar em cima de cada pedaço de pão o queijo fresco temperado, um pouco de tapenade e decorar com o cebolinho.




 Montadito de alheira, espinafres salteados e ovo

(para cerca de 15 montaditos)

pão baguete
azeite
1 alheira
150 g de folhas de espinafres frescas
25 g de pimento de piquillo
2 dentes de alho
sal e pimenta
15 ovos de codorniz
tomilho

1. Cortar o pão baguete em pequenas fatias.
2. Saltear numa frigideira a alheira e o pimento de piquillo com um pouco de azeite, durante cerca de 5 minutos, mexendo para não colar.
3. Saltear os espinafres com um pouco de azeite, sal, pimenta e os dentes de alho bem picadinhos, durante cerca de 5-6 minutos, até perderem praticamente toda a água. Escorrer bem e colocar num prato.
4.Fritar os ovos de codorniz.
5. Em cada pedaço de pão colocar alheira, por cima um pouco de espinafres e finalmente o ovo de codorniz.
6. Servir quente, decorado com tomilho.





Montadito de "bacalhau à brás"

(para cerca de 15 montaditos)

pão baguete
1 posta de bacalhau cozido (cerca de 150 g), sem pele e sem espinhas
azeite
1 cebola roxa, pequena, bem picadinha
4 ovos
sal e pimenta
batata palha
salsa

1. Cortar o pão em pequenas fatias.
2. Numa frigideira deitar um pouco de azeite e deixar refogar a cebola. Juntar o bacalhau e deixar fritar 3 ou 4 minutos.
3. Bater os ovos numa tijela e temperar com sal e pimenta.
4. Juntar os ovos ao bacalhau, mantendo o lume forte, e deixar cozer, mas não deixando que fiquem muito secos.
5. Em cada fatia de pão colocar o bacalhau com os ovos e colocar por cima um pouco de batata palha.
6. Servir quente, decorado com a salsa e um pouco de cebola roxa




You Might Also Like

14 comentários

  1. Helena nisso do picoteo nao ha como os espanhóis!!
    E fazem disso um ritual que eu acho simplesmente fantastico!
    Olha fantasticas estao as tuas tapas! Eu começo pela primeira e vou saltando até à ultima!
    Levo a cidra, sim?
    Beijinhos,
    Mena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo não há como os espanhóis! E apesar de não estar muito nos nossos hábitos, eu adoro comer assim!
      Ok, trazes a cidra, que eu levo as tapas e uma cerveja bem fresquinha!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Belos petiscos ,gostei de todos
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Ficaram fabulosas estas tapas. Adoro tapas.
    Sempre que vou a Espanha não as perco.
    Adorei
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São muito boas, eu também gosto imenso!
      beijinhos

      Eliminar
  4. Gostei de todas as versões!

    ResponderEliminar
  5. Adorei! Gosto tanto de tapas e petiscos... estas sugestões estão todas fantásticas, Helena!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também adoro petiscos...com uma cerveja bem fresquinha...:)
      beijinhos

      Eliminar
  6. Olá Helena,

    antes de mais as minhas desculpas por nunca mais ter aparecido por aqui. Tenho-te seguido no FB mas por alguma razão o teu blogue desapareceu da minha lista e só agora tive tempo para actualiza-la!
    Gosto muito de tapas mas raramente faço pois o mais que tudo não é grande apreciador!
    As tuas sugestões são simples mas bem saborosas!! Tenho pena de não estar por aí para ir ver esse evento!

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina, não tens de pedir desculpas!!
      Mas fico contente que tenhas voltado!
      Quanto às tapas, vai insistindo com o teu mais que tudo, algum sabor ele acabará por gostar, não? :)
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Tudo com ar fantástico e apetitoso. Humm, provaria todas.
    Beijinhos

    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Google+ Followers

Following on Google

ABOUT AUTHOR

Subscribe